Um paparazzi falso, muitos filmes, histórias engraçadas e eu ando no tapete vermelho

O total diário de vezes em que fui atropelado por alguém ou quase atropelado por um carro está diminuindo lentamente à medida que meus dias em Cannes aumentam. Estar em Cannes exige alguns ajustes, mas agora sinto que posso exibir meu conhecimento de todas as coisas de Cannes. Aprendi muito sobre este festival desde que cheguei. Finalmente aprendi o complicado sistema de classes em Cannes que é exibido por meio de crachás. Começa com um passe Cinephile, depois Festival, depois Marché e segue para os crachás da imprensa altamente cobiçados. Desses, o melhor é o crachá de imprensa branco que permite o acesso a exibições privadas e ingressos para todas as estreias. Eu gostaria de retirar minha declaração sobre Cannes ter tudo para se divertir. O negócio que acontece neste festival é o que o mantém por perto. O mercado no nível mais baixo do Palais, onde as empresas compram e vendem filmes, está sempre ocupado e, ao longo dos anos, vários filmes foram vendidos no jantar ou almoço em um dos fabulosos restaurantes do hotel.