Tudo começou com Grandes Filmes...

De Aaron Cutler, Filadélfia, PA:

Tudo começou com os Grandes Filmes para mim; Eu era um novato da sétima série que tinha ouvido isso ' O padrinho ' valeu a pena ver, e procurei resenhas para confirmar isso. Não é preciso dizer que havia muitos, mas Roger Ebert ficou comigo, e li outros e outros e vi que ele estava certo sobre todos eles. Havia os títulos famosos -- ' O feiticeiro de Oz ,' ' É uma vida maravilhosa ,' ' Chinatown ' -- e depois os menos familiares, como ' O homem que ri ' ou ' Minha querida Clementina ”, do qual eu não tinha ouvido falar antes, mas passei a amar igualmente aos outros, se não mais.

Certa vez, passei um verão inteiro assistindo a todos os Grandes Filmes; levou muito tempo e muitas locações de vídeo, mas consegui. Eu tinha me tornado viciado em filme; Sempre amei literatura e teatro, e algo em mim ansiava por essa terceira e mais nova maneira de contar histórias. Eu tinha visto muitos filmes antes de ler Roger Ebert, mas ele me fez apreciá-los de uma maneira que eu não tinha antes, usando sagacidade, inteligência e inteligência genuína para me ajudar a atingir o núcleo de cada novo título que assisti . Não estou dizendo que entendi todos eles, apenas que Roger Ebert me encorajou a tentar, e depois que terminei os Grandes Filmes eu me voltei - como ele pediu - para outros filmes, com diretores semelhantes, atores semelhantes e temas semelhantes. Aprendi muito rapidamente que existem muitos filmes ótimos por aí, e ainda estou aprendendo essa lição até hoje. Eu vivi uma vida rica em amor com os filmes, e eu tenho os comentários fenomenais do Sr. Ebert para agradecer por eu descobri-los. Devo minha vida a você, Sr. Ebert; sem você, incontáveis ​​horas disso teriam escapado. Obrigado por me mostrar a magia dos filmes e, por favor, fique bom logo, para que outros possam encontrar essa mesma magia. Espero que você se sinta melhor.